24.7.08

Batalha sem honra*

Havia planejado comprar ingressos do Alsdair Roberts na volta do treino de hoje. Estava pedalando no circuito da Beira-Rio, e dirigiria-me depois para a zona norte, então era caminho passar no Santander Cultural, na avenida Siqueira Campos.

Desmonto ao pé da escadaria, ponho a bicicleta no ombro, e me dirijo ao balcão de informações.

"Oi, por favor, ingressos para o Alasda..."
"Desculpe, mas não é permitido o ingresso de bicicletas."
"Eu só gostaria de comprar dois ingressos para o show do Alasda.."
"Perfeitamente, mas o senhor deve deixar sua bicicleta do lado de fora."

Pergunto se eles tem um bicicletário, a resposta é negativa. Argumento que é uma bicicleta de competição de alguns milhares de reais, e não seria sensato deixá-la na rua, mesmo que por poucos minutos. "Não posso tirar as rodas e entrar com ela desmontada?" Novamente, um não.

"Ok, tenha uma boa vida", viro as costas e vou embora, já arquitetando mil protestos contra uma instituição que não respeita ciclistas e formas alternativas de transporte, pensando em escrever para o jornal, montar uma manifestação, etc. Pego o carro, ponho a bike no porta-malas, e sem nem tirar o uniforme e o capacete, volto para o Centro. Estaciono e caminho até o Santander, subo a mesma escadaria, e tento de novo:

"Oi, por favor, ingressos para o Alasdair Roberts, desta vez sem bicicleta."
"Um segundo, vou chamar o rapaz que vende os ingressos."

Espero meio minuto, e o mesmo cara que havia negado minha entrada antes aparece de trás do balcão de informações, pergunta quantos ingressos eu quero, e daí me aponta para a entrada da mostra de sei-lá-o-quê que está sendo exibida lá. Já colocando os ingressos no bolso, explico que eu não queria ver a tal exposição.

"Eu só queria os ingressos mesmo, obrigado"
"Ahn? Desculpe, eu achei que você queria deixar a bicicleta aqui para entrar na mostra."
"Mas foi o que eu disse na primeira vez: ingressos para o show de domingo!"
"Mal-entendido. Claro que você poderia ter comprado os ingressos com a bicicleta antes. Desculpe novamente."

...

* "Battle without Honor or Humanity", do Tomoyasu Hotei.

1 comment:

Bárbara said...

semm comentários ontem né..que viaaaaagem, mais uns 20 anos sem sair de casa em dia de chuva